Cinta Pós Parto e Modeladores? Qualidade em Primeiro Lugar!!!

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

O período conhecido como puerpério, corresponde às primeiras semanas após o nascimento do bebê, em que a mãe ainda está fragilizada pelo estiramento muscular dos últimos meses da gestação. Além dos cuidados para a plena recuperação, a autoestima costuma ser uma preocupação nessa fase. E neste momento uma boa cinta pós parto ajuda bastante.

A mulher vê o próprio corpo transformado e com imperfeições que não eram vistas anteriormente. São possíveis estrias, manchas na pele, excesso de peso e, principalmente, flacidez abdominal.

O útero demora para voltar ao seu tamanho original. Esse processo é lento e necessário. No entanto, o uso de cinta pós parto para favorecer a recuperação do corpo feminino nessa fase tem sido cada vez mais frequente.

As usuárias relatam excelentes resultados. Tudo o que você precisa fazer é escolher o modelo e o tamanho que melhor contempla suas necessidades.

Neste texto, preparamos uma série de dicas sobre cinta pós parto. Você vai perceber como é fácil de incluir a cinta abdominal no seu dia a dia e tudo de bom que ela tem a oferecer. Quer ver só?

 

Funções da cinta pós parto

 

Muitas pessoas acreditam que a inclusão da cinta pós parto no quotidiano da mulher que acabou de dar à luz é apenas uma questão estética. Mas não é. O acessório é projetado para ajudar na recuperação do abdome, devolvendo a postura e o tamanho correto dos órgãos que foram afetados pela gravidez.

O modelador é indicado por profissionais justamente pela sua capacidade de colaborar para a recuperação muscular. A compressão facilita a cicatrização e ajuda a redução da flacidez.

Também conhecida como cinta pós cirúrgica, essa estratégia é adotada em outros casos que não são a gravidez, tanto para mulheres como para homens. Afinal, processos cirúrgicos no tronco costumam ser delicados e a cinta serve, além de tudo, como uma proteção para a região.

 

Cuidados importantes

 

Embora o uso da cinta pós parto seja recomendado por profissionais da área médica, é importante ter bom senso e não usar nas 24 horas do dia. Isso pode afetar a circulação sanguínea. Intercale o uso do acessório. Procure mantê-lo até 8 horas por dia no corpo.

Além disso, seja coerente na escolha do modelo e do tamanho. A peça não é um instrumento de tortura como os antigos espartilhos. Os modeladores pós parto são confortáveis, a não ser que você escolha um tamanho muito menor do que o que você veste.

 

Facilidades de cada modelo

 

Cada modelo de cinta pós parto e modelador pós parto conta com facilidades específicas. Veja alguns exemplos logo abaixo:

Body amamentação: essa peça foi desenvolvida para o pós parto e ajuda no momento em que você for dar de mamar para o seu filho, pois tem um fecho de fácil acesso no bojo do sutiã para abrir e fechar a qualquer momento;

Cinta pós parto: a compressão dessa peça é maior, justamente para colaborar com a recuperação abdominal da mulher depois da gestação. A cinta tem fechos entre as pernas e na lateral para que haja autonomia na hora de vestir, tirar ou ir ao banheiro;

✓ Cinta modeladora abdominal: essa peça tem um design que envolve somente o abdômen, sem a parte da calcinha. Além de ser fácil de colocar e retirar, o produto conta com estruturas de aço maleável que realinham a postura da coluna e afinam a silhueta.

Esses são apenas 3 dentre outros modelos que são pensados justamente para o total conforto, flexibilidade e mobilidade da mulher.

 

Efeitos colaterais da cinta abdominal

 

Em termos gerais, a cinta pós parto não tem quaisquer efeitos colaterais. Contudo, vale ressaltar novamente a importância de usar o produto da maneira recomendada e no tamanho adequado à sua estrutura física.

Em caso de mulheres que tiveram parto com cesárea, fique de olho na cicatrização. A cinta não interfere nesse processo, inclusive ajuda. Mas a região precisa ser higienizada conforme as instruções médicas e não permanecer pressionada o tempo todo, a não ser que o obstetra assim recomende.

 

Retomando os benefícios

 

Antes de finalizar, que tal retomarmos todos os benefícios da cinta pós parto que vimos hoje? Confira alguns destaques na sequência:

✓ Dá suporte à região abdominal afetada pela gestação;

✓ Mantém a coluna na postura correta, mesmo com o peso do leite nos seios;

✓ Dá mais segurança para a mãe carregar e amamentar o seu filho;

✓ Ajuda os órgãos internos a retomarem suas posições e tamanho original;

✓ Afina a silhueta, deixando a mulher mais esbelta e com a autoestima elevada;

✓ Ajuda na realização das tarefas do dia a dia.

Pronto! Agora você já sabe mais a respeito da utilização da cinta pós parto. Não esqueça de compartilhar com outras mamães que estão passando pela mesma fase. Nos vemos em breve, com mais dicas.

INSCREVA-SE PARA RECEBER NOVOS POSTS:



Comentários no Facebook